Ração Humana: Do que se trata? Como funciona?

Uma das grandes dietas contemporâneas que vem sendo adotadas como suposta forma de emagrecimento é a ração humana, que na verdade tem atuação muito diferente do que um acelerador de perda de calorias, sendo na verdade um regulador intestinal e servindo sim como um ótimo complemento alimentar, contrariando um pouco o título de ração, pois nunca poderá substituir uma boa refeição diária.

O conceito de ração humana são as misturas de cereais com sementes, em que podemos usar como exemplos aveia, linhaça e gergelim, ingredientes relativamente fáceis de serem encontrados e com um valor muito interessante para a regulação instestinal.

Ração Humana

Para entender melhor do que se trata a ração humana, nada melhor do que conhecer alguns ingredientes básicos que fazem parte desta mistura: fibra de trigo, leite de soja em pó, linhaça marrom, açúcar mascavo, aveia em flocos, gergelim com casca, gérmen de trigo, gelatina sem sabor, guaraná em pó, levedo de cerveja e cacau em pó.

O modo de preparo é uma simples mistura destes cereais e semenstes, que juntos vão ter um trabalho de regulação intestinal, fazendo com que o aparelho funcione melhor e mais rapidamente, algo que realmente é muito benéfico, mas não vai influenciar diretamente no emagrecimento. Outro fator importante é que a ração humana pode em pequenas quantidades já saciar a fome.

Ração Humana

Mesmo servindo como uma boa base alimentar, a ração humana não poderá substituir as principais refeições do dia, a exemplo de almoço e janta, que ainda devem ser feitos da maneira convencional, seguindo qualquer dieta, que pode até mesmo ser muito bem conciliada juntamente com a ração humana, que tem papel fundamental como um complemento destas refeições e como um estabilizador para o organismo humano.

Como funciona a ração humana

A dieta oficial da ração humana, aquela indicada por seus criadores, tem como sentido o emagrecimento e uma desintoxicação do organismo, visando assim uma adaptação do corpo a rotina de alimentos mais leves e com um valor nutricional maior. As fibras vão atuar como enganadores do estomago, passando a sensação de satisfação após a ingestão da ração humana, evitando assim maiores consumos posteriores.

Nos cardápios indicados entram alguns itens interessantes para o dia a dia, abordando a chamada alimentação verde, que tem origens milenares e uma forte ligação com o movimento vegano, porém admite-se muito o consumo de carnes, que não devem passar de filés assados de carnes brancas, principalmente peixe. Outra boa opção é o frango grelhado, que pode ser uma opção saudável para completar a ração humana.

racao-humana

Juntamente com a ração humana, recomenda-se a ingestão de saladas, verduras em gerais, sendo também possível a compra de algumas marcas de arroz, que trazem juntamente com o grão principal algumas outras variedades, ou seja, você vai consumir um arroz de ração humana, que fica uma delícia juntamente com um filezinho de frango ou peixe.

Para consumir a ração humana algumas informações devem ser levadas em conta, principalmente sobre a quantidade ideal, pois o consumo excessivo pode prejudicar o organismo. Juntamente com a ração humana o consumo de água deve aumentar, pois é de vital importância estar deixando o organismo bem hidratado e beber água constantemente, algo que também trás um benefício gigantesco para a saúde.

No caso de mais dúvidas, o correto é a busca por um profissional da área, pois somente um nutricionista vai poder avaliar que tipo de dieta é ideal para cada caso, até mesmo pelo fato das dietas milagrosas terem alguns possíveis efeitos negativos, como por exemplo o aparecimento de flacidez na pele, algo que é um dos grandes temores das mulheres, que  após os 30 anos já começam a preocupar-se com este problema.

Seja uma leitora premium e receba dicas exclusivas no seu email


Digite seu email:

Delivered by FeedBurner

Deixe seu comentario

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*